Corte plasma
jul 23, 2018 blogsadm Soldadura e corte Sem comentários

Corte a plasma com oxigénio

Mais uma segunda-feira e mais um novo post no blog da Nippon Gases. Hoje é a vez do corte a plasma por oxigénio que, como alguns de vós sabem, faz parte dos diferentes tipos de corte a plasma que existem.

O corte a plasma define-se como “um processo de corte no qual se gera um arco plasma constringido no bocal de corte e centrado numa pequena área do material base, gerando uma densidade de energia suficientemente alta para vaporizar e/ou fundir o metal; o material fundido é desalojado por força do jato de plasma projetado”.

Corte a plasma com oxigénio

No corte a plasma com oxigénio, o oxigénio é usado como gás de plasma em vez de azoto ou ar. O oxigénio no jato de plasma tem um efeito no aço semelhante ao do oxicorte — produz uma reação exotérmica que aumenta a velocidade do corte. É possível atingir velocidades de corte semelhantes às alcançadas com o corte com azoto, mas com menor intensidade. O corte com oxigénio é usado principalmente para cortar aço carbono.

Limitações do corte a plasma com oxigénio

O corte a plasma convencional (com azoto) usa elétrodos de tungsténio que não podem ser usados num ambiente com oxigénio. Para efetuar um corte com oxigénio, é necessário usar elétrodos de liga de háfnio. O háfnio deve ser mantido frio e a capacidade de corrente do maçarico limitada para garantir uma maior vida útil do elétrodo.

 

Se pretender obter mais informações, contacte um especialista clicando aqui.