mai 16, 2017 blogsadm Soldadura e corte Sem comentários

Soluções da Nippon Gases no âmbito da regulamentação da soldadura

No âmbito dos regulamentos europeus, é notável a forma como os processos de produção relacionados com a soldadura estão cada vez mais sujeitos a um campo normativo específico e se verifica uma melhoria no controlo do cumprimento destas normas. Como exemplo largamente difundido, é possível destacar as normas EN ISO 9606: Qualificação de soldadores. Soldadura por fusão e UNE-EN 1090: Execução de estruturas de aço e de estruturas de alumínio.

Mediante a documentação adequada, os consumíveis de soldadura são submetidos a um rigoroso controlo em conformidade com estas normas. A experiência mostra que as partes envolvidas neste processo (fornecedor, fabricante e inspetor), costumam apresentar dúvidas e/ou dificuldades no que se refere aos gases de proteção.

A Nippon Gases como empresa líder em soluções para o mercado, descreve neste artigo como o seu sistema de rotulagem e serialização de recipientes permite, não só uma fácil identificação do gás, como também uma emissão prática da documentação exigida pelas normas de soldadura em vigor.

PROBLEMÁTICA ASSOCIADA AOS GASES DE PROTEÇÃO

A identificação e documentação dos gases de proteção são complexas. Destacamos alguns dos motivos desta complexidade:

  • As recentes normas de pintura de garrafas de gás implicam que se identifique com uma tonalidade verde praticamente todos os gases e misturas de soldadura.
  • A evolução dos equipamentos de soldadura e dos materiais de adição permitiu a introdução de um número cada vez maior de misturas de soldadura nas oficinas.
  • A introdução de novos materiais ampliou a quantidade de gases diferentes nos centros de produção.
  • A prática comum entre as empresas fornecedoras de designar o gás com base nos nomes comerciais de difícil relação com a sua composição.
  • Dificuldades na interpretação de uma norma sobre qual o tipo de documentação a anexar.
  • Dificuldade em anexar documentação em cada garrafa de gás.

Assim, é comum encontrar nos centros de produção uma grande quantidade de garrafas diferentes, com cores iguais ou muito semelhantes, nomes comerciais confusos e sem nenhum tipo de documento que as acompanhe.

IDENTIFICAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO DO GÁS: SOLUÇÕES DA NIPPON GASES COM SISTEMA DE ROTULAGEM E SERIALIZAÇÃO ONLINE DE RECIPIENTES

O conjunto de normas europeias relacionadas com a soldadura é unânime em estabelecer que a identificação de um gás deverá ser efetuada com base na norma UNE-EN ISO 14175 “Consumíveis de soldadura. Gases de proteção para soldadura por fusão e processos afins”. Esta norma classifica os gases de proteção em diferentes famílias, cada família é identificada com um código alfanumérico denominado “símbolo” ou “classificação” do gás de acordo com a tabela em anexo. Estas famílias permitem agrupar o gás por tecnologia ou processo afim, de forma a obter uma certa flexibilidade de alteração do tipo de gás dentro de um mesmo processo.

Ciente da utilidade desta identificação, a Nippon Gases incluiu-a no seu sistema de rotulagem, conforme é apresentado na figura em anexo, permitindo assim uma rápida identificação do gás e respetivos componentes apenas observando a garrafa.

Anexo 1. Rótulo da rampa associada à garrafa

Para o cumprimento das normas europeias relacionadas com a soldadura, não basta identificar o gás de proteção em conformidade com a norma UNE-EN ISO 14175. É necessário documentar esta identificação.

As normas de soldadura costumam detalhar o tipo de documento de inspeção necessário para o gás de proteção, ora explicando os requisitos que o documento deverá cumprir de acordo com a própria norma, ora referindo-se a outra norma específica onde se detalhe como deve ser o documento. Neste segundo caso, remetem-se à norma UNE-EN 10204: “Produtos metálicos. Tipos de documentos de inspeção”.

Dentro dos consumíveis de soldadura, o mais habitual é usar a norma UNE-EN 10204 para documentar os materiais de adição, mas esta opção torna-se estranha ou discutível no caso dos gases de proteção, já que estes podem ser considerados não metálicos. Ao analisar a norma mais profundamente, é possível ver que esta poderá ser aplicada a materiais não metálicos. Por outro lado, no caso prático desenvolvido mais adiante, é possível constatar que podem ser considerados metálicos na interpretação da norma 1090. É possível generalizar que as normas relacionadas com soldadura obrigam a documentar os consumíveis de soldadura que afetam a composição e/ou as propriedades do material base e, neste sentido, é necessário recordar que o gás, não sendo um produto metálico, tem influência na composição, metalurgia e propriedades do metal base nos processos de soldadura onde intervém.

Na norma UNE-EN 10204, detalham-se os tipos de documento de inspeção que poderão ser exigidos. Estes são designados pela palavra “Tipo” seguida de dois números separados por um ponto. Na tabela seguinte, detalham-se os diferentes tipos.

Tipo de inspeçãoReferência na norma europeia 10204Teor do documentoDocumento validado por
Não específicaTipo 2.1Declaração de conformidade com a encomendaO fabricante
Tipo 2.2Declaração de conformidade com a encomenda com resultados de uma inspeção não específicaO fabricante
EspecíficaTipo 3.1Declaração de conformidade com a encomenda com resultados de uma inspeção específicaO representante autorizado pelo fabricante para a inspeção, independente do departamento de fabrico
Tipo 3.2Declaração de conformidade com a encomenda com resultados de uma inspeção específicaO representante autorizado pelo fabricante para a inspeção, independente do departamento de fabrico, e pelo representante autorizado pelo comprador para a inspeção, ou pelo inspetor designado pelas entidades reguladoras oficiais

A melhor forma de resolver qualquer problema relacionado com o cumprimento das normas sobre gases de proteção poderia resumir-se a cada garrafa ter o seu próprio certificado, como se faz com os materiais de adição. Porém, as operações relacionadas com o fornecimento de garrafas de gás são diferentes de qualquer consumível de soldadura, tornando-se um desafio anexar a cada garrafa documentos sem que estes sofram deteriorações, perdas, confusão no controlo por parte do recetor, etc.

A Nippon Gases conseguiu superar este desafio por meio do seu sistema de serialização de recipientes através da web, permitindo ao fabricante obter facilmente o documento relacionado com cada garrafa. O documento emitido poderá ser considerado do Tipo 3.1. com base na norma UNE-EN 10204 referida que, dado o seu nível de exigência, cumpre as normas europeias de soldadura mais utilizadas, uma vez que engloba os requisitos do Tipo 2.1 e do Tipo 2.2.

SERVIÇO DE RASTREABILIDADE DA NIPPON GASES DE GASES DE PROTEÇÃO ATRAVÉS DA WEB

Com o novo serviço de rastreabilidade online de recipientes, a Nippon Gases permite aos clientes aceder facilmente a toda a informação associada aos recipientes entregues. É possível emitir um documento onde consta a informação relativa quer ao gás, quer ao recipiente associado, permitindo assim saber quando e onde decorreu o enchimento, verificar as datas do último teste hidráulico e da análise do produto que contém, ou aceder a informações relevantes sobre as especificações do gás adquirido.

O documento que contém esta informação poderá ser impresso ou enviado por e-mail, sendo válido como documento de inspeção Tipo 3.1. Em seguida, explicamos como aceder ao serviço:

Após o registo, acede-se a uma aplicação online onde se pode emitir o documento para qualquer garrafa, bastando introduzir o número indicado no rótulo de rastreabilidade. Para uma maior simplicidade, é possível utilizar um dispositivo móvel (smartphone ou tablet), pois a aplicação inclui um leitor de código de barras que permite ao dispositivo transmitir diretamente o número da garrafa. Obtém-se logo o documento pretendido, sendo possível enviá-lo por e-mail e/ou imprimi-lo:

 

Entre outras informações de interesse, e focando as exigências mais comuns das normas relacionadas com a soldadura, o documento contém a composição detalhada do gás de proteção, a respetiva análise, a data e hora da análise, o número de lote, etc. Importa mencionar que inclui também a classificação do gás em conformidade com a UNE-EN 14175.

CONCLUSÃO

A Nippon Gases coloca à disposição do mercado uma ferramenta simples e avançada através da qual o cliente poderá emitir, a qualquer momento e pelos seus próprios meios, a documentação necessária do gás de proteção usado. O documento emitido tem a categoria de documento de inspeção Tipo 3.1 em conformidade com a norma UNE-EN 10204, sendo válido para o cumprimento das normas de soldadura mais utilizadas nos regulamentos europeus. A Nippon Gases oferece ainda, por meio do número de identificação da garrafa presente no certificado, a total rastreabilidade do processo de fabrico do gás.

Para esclarecer quaisquer dúvidas, contacte o nosso especialista em soldadura e corte aqui.

Clique para aceder ao artigo completo aqui.