tratamiento de aguas
fev 19, 2019 blogsadm Tratamento de Água Sem comentários

Tratamento de águas na indústria de Petróleo e Gás

A nossa equipa técnica de Marketing de Águas foi convidada a realizar uma palestra no fórum de discussão “Developments in the Gas & Oil Industry: a focus on water management”, no qual se apresentaram os problemas que atualmente ocorrem no sector para a gestão da água e onde também se propuseram diferentes tecnologias de depuração inovadoras e convenientes para o tratamento deste tipo de águas residuais complexas. Esta semana no blog da Nippon Gases aproveitamos para vos contar tudo!

Foi possível expor os fundamentos teóricos que diferenciam a utilização do oxigénio puro em relação ao ar, demonstrando a conveniência do primeiro para o tratamento biológico de águas complexas e nas rigorosas técnicas de estudo utilizadas para dimensionar as suas aplicações em estações de tratamento industriais: análise e diagnóstico de laboratório, monitorização e controlo da estação de tratamento, estudos de simulação matemática, experimentação em estações piloto, ensaios de biodegradabilidade, respirometria e pilotagem de ozonização.

Esta última técnica de análise gera grande interesse na indústria uma vez que permite avaliar, antes de investir na instalação real, as possibilidades de reutilização da água residual, bem como estimar previamente quais serão os custos de investimento e operação deste potente processo de oxidação avançada.

Fundamentos do oxigénio puro em relação ao ar

Os fundamentos nos quais se baseiam as aplicações de oxigénio são fáceis de compreender e são capazes de explicar e justificar tecnicamente cada uma das vantagens e benefícios que defendemos sempre nas nossas propostas:gasoil

  • Aumento da velocidade de transferência de oxigénio (e capacidade de transferência)
  • Reduz a necessidade de volume dos reatores biológicos
  • Reduz o consumo de energia ao tratar águas industriais complexas, carregadas ou variáveis
  • Reduz o ruído e o odor da estação de tratamento
  • É flexível e o seu consumo ajusta-se de forma precisa aos requisitos
  • É especialmente robusto no tratamento de águas complexas
  • Permite a reutilização da água tratada
Técnicas de análise de processos

Para além disso, centramo-nos também nas técnicas de estudo de estações de tratamento que oferecemos.

Por exemplo, a nossa ferramenta de monitorização que permite controlar mais facilmente e de uma forma próxima e eficiente as nossas estações de tratamento A sua particularidade é a sua capacidade para estimar online a atividade dos microrganismos (OUR), disponibilizando informações fundamentais tanto para corrigir ou prever problemas na estação de tratamento, como para detetar problemas de funcionamento do equipamento de oxigenação com vista a uma atuação rápida.

gasoilAtravés do outro serviço fazemos um seguimento intensivo dos processos com análises de laboratório e análise do histórico de dados da estação de tratamento. Por vezes, as folhas de cálculo servem apenas para armazenar dados e mais dados; estes dados são tratados, e depois convertidos em informações, pelo nosso departamento de águas. Informações úteis para realizar uma análise ou seguimento do processo, diagnosticar problemas e propor soluções obtendo os conhecimentos adequados para permitir uma tomada de decisões correta. Caso o histórico de dados não seja suficiente ou simplesmente não exista, com esta realizamos estudos à medida que incluem pilotagem, ensaios de biodegradabilidade e respirometria.

Todas estas ferramentas de estudo, combinadas com conhecimentos sólidos dos processos biológicos, fornecem respostas ou soluções específicas para cada caso concreto e fundamentadas com os resultados experimentais.

gasoilOutra ferramenta permite ampliar muito mais os estudos, utilizando simuladores matemáticos para analisar a estação de tratamento em situações hipotéticas de alterações e ampliações. Se conhecermos os processos de uma estação de tratamento, podemos desenvolver o seu simulador; com o histórico da estação, podemos caracterizar a água e calibrar esses modelos de forma mais adequada ao caso específico e, finalmente, se tivermos também resultados dos estudos experimentais, então o modelo está perfeitamente validado.

Um dos pontos fortes dos nossos métodos para estudar o tratamento de águas industriais com elevada DQO recalcitrante, odor, cor, sabor, etc. ou simplesmente com o objetivo de reutilização, são os estudos de oxidação avançada, em particular, os estudos de ozonização.

Colaboramos com os centros de investigação de referência para combinar ensaios em laboratório, que forneçam informações detalhadas e sejam precisos, paralelamente ao seguimento de estações piloto semi-industriais colocadas in situ que disponibilizam continuamente informações sobre o processo e o alcance da ozonização para o caso específico. Os estudos combinados fornecem as informações necessárias para determinar qual será o alcance esperado da oxidação, o dimensionamento da estação (capex) e os consumos esperados (opex), as quais devem ser disponibilizadas ao cliente antes deste tomar uma decisão. Esperamos que nos próximos artículos do blog possamos explicar mais detalhadamente este tipo de experimentação!

Caso necessite de contactar um dos nossos especialistas, clique aqui.